Início do Conteúdo

março 5

Recursos de acessibilidade do Windows 8

Postado por: admin | Postado em: NAPNE, Notícias | Não Comentada

Imprimir

O blog oficial do Windows 8 detalhou os recursos de acessibilidade da nova versão do sistema operacional da Microsoft. Entre as diversas preocupações da equipe de desenvolvimento, esteve a criação de um sistema operacional multiplataforma que, mesmo em PCs e tablets, oferecesse a mesma facilidade de uso para pessoas com deficiências.

Os recursos de acessibilidade evoluíram das ferramentas presentes em edições anteriores do Windows. Além da lupa, que aumenta objetos e texto para aqueles que sofrem com alguma limitação na visão, há o Narrador, que permite a pessoas com deficiências de visão mais severas saber o que a tela exibe a partir da locução das informações.

Segundo a Microsoft, essas pessoas serão capazes de passar pelo processo de instalação do Windows 8 via Narrador. O usuário do Windows 7 poderá baixar um aplicativo compactado momentos antes do update. O Narrador conduzirá o entendimento do usuário durante o processo de atualização do sistema.

Nos tablets, o Narrador será acionado pressionando o botão Windows + volume para cima. O aplicativo terá integração total com o Internet Explorer, garantindo que deficientes visuais consigam um bom nível de interação com conteúdos da web. O Narrador dirá para o usuário textos e conteúdos conforme ele move o dedo. Ao navegar pela tela, quando aproximar-se de um aplicativo, por exemplo, o sistema dirá o nome do aplicativo. O mesmo vale para atalhos para arquivos e outros recursos.

Para que os desenvolvedores possam criar aplicativos que ofereçam um bom nível de integração com os recursos de acessibilidade, a Microsoft chancelou diversos protocolos padrões para acessibilidade na Internet. O SDK do Windows terá ferramentas de teste das funcionalidades de lupa e Narrador que permitirão o ajuste fino dos softwares com a acessibilidade do sistema. Na Windows Store, desenvolvedores poderão classificar seus produtos como mais ou menos integrados com a acessibilidade.

Dada a natureza dos tablets, a Microsoft precisou retrabalhar a lupa. Quando o usuário acionar o serviço no sistema, uma borda surgirá na tela. Bastará arrastar o dedo em direção daquilo que o consumidor quiser realçar.

Notícia original

Comentários não disponíveis!

 

Desenvolvido pelo Projeto de Acessibilidade Virtual | IFRS